SEDCAR - Sindicato dos Empregadores Domésticos de Campinas e Região
           
 
 
 
 
HOME
 
SEDCAR
 
NOTÍCIAS
 
DÚVIDAS
 
JURÍDICO
 
e-SOCIAL DOMÉSTICO
 
PLANOS
 
CONTATO
             
 
 
     
NOTÍCIAS
     
 
SEDCAR - Sindicato dos Empregadores Domésticos de Campinas e Região
 

  Notícias

  Editais

  Informativos

  Perguntas Frequentes

  Downloads
 
 
Notícia - Como contratar babá ou empregada doméstica em 2021? 22 de dezembro de 2020
Como contratar babá ou empregada doméstica em 2021?

Os detalhes de como contratar uma babá ou empregada doméstica em 2021 podem ser cruciais para a segurança jurídica do empregador, já que a não observância de alguns pontos da lei podem dar causa a reclamações trabalhistas na Justiça do Trabalho.

Além disso, essa tarefa pode ser difícil e bastante burocrática, principalmente para o empregador doméstico de primeira viagem, que ainda não se acostumou com os termos e com a legislação vigente.

Porém, com a rotina agitada e os intermináveis afazeres domésticos, contratar uma ajudante passou a ser algo comum e bastante recompensador.

Qual profissional escolher?
A legislação das domésticas cobre todas as profissionais responsáveis por trabalhos no ambiente doméstico, incluindo as babás.

Portanto, se você irá contratar uma profissional para cozinhar, passar roupa, lavar a casa, cuidar das crianças ou dos pets, todas serão agraciadas com a mesma legislação das domésticas.

Isso, é claro, desde que a relação de emprego exista. A relação de emprego doméstico é configurada quando a trabalhadora exerce suas atividades mais de duas vezes na semana.

Nesse caso, é obrigatória a formalização, com registro na Carteira de Trabalho Digital e no eSocial Doméstico.

Então, a decisão por contratar uma profissional vai depender de quais tarefas você vai querer que ela desempenhe.

Todas essas tarefas devem estar detalhadamente estipuladas no contrato de trabalho, ou poderá ser configurado o acúmulo de função da empregada doméstica.

Quanto custa uma babá ou empregada doméstica?
Por se tratar de uma relação formal, você terá de arcar não só com o salário da trabalhadora, mas também com os encargos calculados sobre esse salário.

Os encargos são os seguintes:

- FGTS;
- FGTS Compensatório;
- INSS do Empregador Doméstico;
- INSS da Empregada Doméstica;
- GILRAT (seguro contra acidentes);
- IRRF, se for o caso.

Mas o valor que a doméstica vai te custar depende muito da jornada de trabalho e do estado em que você mora.

Como contratar a babá ou a empregada doméstica perfeita para a função?
Quando você for selecionar a pessoa que vai passar várias horas do dia na sua casa, cuidando de suas crianças, de idosos, dos seus bichinhos de estimação, deve procurar, acima de tudo, uma pessoa de caráter.

É muito bom que a doméstica já seja uma conhecida sua, pois assim você já vai saber se ela tem algumas características essenciais para a função, como:

Profissionalismo
Não é novidade que o emprego doméstico seja revestido de um ar de informalidade. Afinal, a doméstica passa muito tempo no seu lar – o lugar mais íntimo de uma família.

Porém, é necessário que ela entenda – e você deve se posicionar dessa forma – que existe, antes de tudo, uma relação profissional, em que ambas as partes contam com direitos e deveres.

Quando a doméstica não tem essa característica, os limites legais são extrapolados, já que, por conta da intimidade, a doméstica acaba se achando dona da sua jornada de trabalho, fazendo as coisas do jeito dela, entre outros abusos.

É claro que o empregador também deve dar o exemplo, registrando a doméstica na Carteira de Trabalho e cumprindo seus deveres, para que possa dela cobrar seus deveres também.

Organização
Organização é tudo quando o assunto é cuidar de uma casa.

É preciso que a doméstica tenha carinho e cuidado com as suas coisas para você não ter de chegar em casa e arrumar tudo de novo.

Organização também é importante para que a doméstica cumpra as tarefas diárias com mais rapidez e eficiência.

Proatividade
A doméstica precisa ter vontade de trabalhar, para que enxergue e resolva problemas, antes mesmo que você fique sabendo.

Isso vai te livrar de muita dor de cabeça.

Além disso, precisa também ser comunicativa, para que o ambiente de trabalho seja agradável.

Experiência e indicação
Também é muito interessante buscar alguém que já tenha trabalhado com o que você precisa.

Querendo ou não, já ter feito parte de uma relação de trabalho conta muito para que se evitem problemas.

Se a doméstica for recomendada, melhor ainda!

Isso quer dizer que ela já fazia um bom trabalho. É claro que as experientes podem custar um pouco mais caro, mas pode valer muito a pena fazer esse investimento.

Agora, se você não tem tantas exigências, pode pensar em contratar alguém mesmo que sem experiência, até porque a maioria dos empregadores geralmente não precisa que a doméstica realize tarefas muito complexas.

Alguém sem experiência prévia e com vontade de aprender e fazer bem feito pode ser um ótimo custo benefício se você tiver paciência para explicar suas preferências sobre a arrumação da casa e os cuidados com outras tarefas domésticas.

Como deve ser o contrato de trabalho?
Já com a candidata escolhida, vamos precisar entrar na parte burocrática. contratos, CTPS, jornadas de trabalho… Tudo isso deve ser acertado agora.

O primeiro passo é elaborar um contrato completo, que deve conter:

- Um cabeçalho, com a identificação das partes – nome completo, endereço do local de trabalho, número da CTPS, data de admissão e as funções que a empregada doméstica vai desempenhar;

- Valor do salário combinado entre as partes, lembrando que ele não pode ser menor do que o salário mínimo vigente, a depender do estado.

- Data em que o pagamento do salário será feito;

- Descrição mais detalhada das funções que serão desempenhadas – aqui você deve mencionar absolutamente tudo o que a doméstica vai fazer para você, como cuidar da casa, das crianças, dos bichinhos de estimação, etc.;

- Os horários de entrada, saída e intervalos, que devem ser respeitados por ambas as partes;

- Outras questões particulares da atividade – se vai usar uniforme, aparelhos de segurança, se está proibida de usar celular, etc.;

- Data e assinatura das duas partes e de duas testemunhas.

Quais são os principais direitos da babá ou da empregada doméstica?
Pode ainda não ser de conhecimento dos empregadores, mas as empregadas domésticas têm vários direitos garantidos pela LCP 150, Lei das Domésticas.

Confira os principais direitos da empregada doméstica e lembre-se: não concedê-los não é uma opção.

Se o empregador não observar os direitos da doméstica, vai ficar desprotegido perante a lei, podendo facilmente ser alvo de uma Reclamação Trabalhista.

- Folga nos Feriados;
- Pagamento do FGTS;
- Férias Remuneradas;
- Aposentadoria;
- Salário mínimo nacional ou piso regional, a depender do estado.

Fonte: Internet
 
 
SEDCAR - Sindicato dos Empregadores Domésticos de Campinas e Região
 
Sindicato dos Empregadores Domésticos de Campinas e Região
 
 
Atendimento
(19) 3235.3007 ou (19) 99914.2300
 
 
INSTITUCIONAL   DÚVIDAS PLANOS
ENDEREÇO:
Palavra do Presidente   Perguntas Frequentes Porque se Associar?
Rua Conceição, 233 - Sala 2709
Empresarial Conceição
(Shopping Jaraguá)
Centro - Campinas - São Paulo

Histórico

 

Downloads

Planos

Certidão Sindical

     

Categorias

  JURÍDICO NOTÍCIAS

Missão

  Serviços

Notícias e Novidades

Base Territorial

 

Atendimento

Editais

Data Base

 

Convenções e Acordos

Informativos